4/13/2005

O entrevistado e o entrevistador

Porquê? É a pergunta que nos deixa mais desconcertados. Só há dois tipos de pessoas que a fazem: as crianças e o bom curioso. É também a pergunta que pode, no final, provocar a resposta esclarecedora.
Luiz Pacheco publicou algumas das suas entrevistas dando a entender que eram de sua autoria: "reparem nas entrevistas que eu dei" e não o habitual "reparem nas entrevistas que eu fiz", como é característico dos jornalistas. As perguntas feitas a Luiz Pacheco quiseram sempre ser espirituosas e doutas mas só as respostas o conseguiram ser. Nenhum entrevistador se lembrou de perguntar ao Pacheco porquê? Nessas entrevistas, Luiz Pacheco revelou-se um homem interessante e curioso mas, para mal de todos nós, nunca se revelou a si próprio. A única conclusão que daí podemos tirar é que os entrevistadores/jornalistas portugueses não têm jeito.
Catarina Miranda
Free Counters
Free Hit Counters